Search
Close this search box.

Fórum MLG debate uso de tecnologia no setor público

Neste mês de maio o CLP promoveu uma edição do Fórum de Líderes MLG para discutir o uso tecnologia no setor público. O evento ocorreu no Campus São Paulo do Google, e contou com a presença de atores da sociedade civil e ligados ao governo em dois painéis: Civic Tech, trazendo soluções da sociedade civil em interação com o governo, e Gov Tech, com foco em melhorar as ferramentas de gestão pública.

O Fórum de Líderes MLG faz parte das iniciativas do programa de pós-graduação do CLP, o Master em Liderança e Gestão Pública – MLG, que desenvolve líderes para implementar políticas públicas, criar novos negócios e liderar equipes que tragam um impacto positivo real na gestão pública brasileira. O MLG também exerce um papel importante na formação de uma rede de líderes que trocam experiências e conhecimento, além de promover eventos como o Fórum, que contou com a participação de dois membros da rede MLG: Rodolfo Fiori, da Muove, e André Barrence do Google Campus Brasil.

Tecnologia na gestão pública

Um dos principais temas debatidos no Fórum de Líderes MLG foi como a tecnologia interage com as necessidades da gestão pública e com a maior participação da sociedade civil nas tomadas de decisão. “É super interessante constatar o interesse e engajamento cada vez maior da sociedade e dos líderes públicos na pauta de inovação para o governo. É essa atuação em rede que alavancará a pauta GovTech no Brasil”, ressaltou a co-fundadora do BrazilLAB no painel sobre GovTech, que também contou com a presença dos líderes MLG André Barrence (Campus São Paulo) e Rodolfo Fiori (Muove Brasil), além de Ricardo Carrion (Unidade de Inovação da Secretaria de Governo do Estado de São Paulo). Beatriz Pedreira, co-fundadora do Instituto Update, ressaltou no painel de Civic Tech a importância de entendermos a tecnologia como um meio para que a sociedade consiga participar mais da política: “a gente entende a tecnologia como ferramenta, e precisamos criar um ambiente e uma cultura de inovação para fazer com que essas ferramentas funcionem”.

Aplicativos que promovem mais participação

O uso de aplicativos para solucionar problemas de gestão pública e participação foi o principal tema debatido no mesmo painel: Débora Albu do ITS Rio apresentou o case do aplicativo Mudamos, que coleta assinaturas para projetos de lei através de smartphones de forma segura usando tecnologias baseadas em blockchain para verificação e proteção de dados. Outro destaque foi a plataforma apresentada por Gustavo Maia, fundador do Colab: o sistema desenvolvido pela startup ajuda a sociedade a mostrar às prefeituras pequenos problemas dos seus municípios, como buracos nas ruas e outros aparelhos públicos danificados, para deixar o atendimento e a verificação das denúncias mais ágil.

Master em Liderança e Gestão Pública - MLG

COMPARTILHE ESSE ARTIGO

Notícias Relacionadas